Secondary Menu
Favoritos
Novidades

Games

Favoritos

Must Read

Tecnologia

Video da Semana

Exclusividade de Rise of Tomb Raider pode ter custado US$ 20 milhões

Uma prática que tem se tornado comum no mercado de jogos é a exclusividade temporária de alguns títulos. Um dos casos mais recentes talvez seja o de Rise of the Tomb Raider, e se o analista Michael Pachter estiver correto, ela não foi nada barata e custou à Microsoft aproximadamente US$ 20 milhões.
“A exclusividade temporária provavelmente custou apenas US$ 20 milhões mais ou menos, mas você também viu propagandas [de Rise of the Tomb Raider] durante as festividades de final de ano. Meu palpite é que a Microsoft tenha gasto outros US$ 20 milhões para divulgar o jogo”, explicou Pachter.
Ainda que esse valor seja apenas estimado ou um chute de Pachter, ele ainda está longe do maior montante já investido pela empresa de Bill Gates por uma exclusividade para um console da família Xbox, pois há relatos de que ter o extra The Ballad of Gay Tony de Grand Theft Auto IV primeiro no Xbox 360 custou cerca de US$ 50 milhões à companhia.

Grana perdida 

Para David Cole, diretor-executivo da DFC Intelligente, outra empresa que faz análises de mercado, entregar Rise of the Tomb Raider como um exclusivo temporário para Xbox One pode ter custado um valor alto para a Square Enix.
“O problema das exclusividades no mercado atual é que você claramente tem alguém que está na liderança. Se você não está naquela plataforma, você perde uma grande oportunidade de mercado, o que exigiria muito da Microsoft ou de outro competidor para recompensá-lo pelas perdas”, comentou Cole, complementando que qualquer valor abaixo de US$ 100 milhões pela exclusividade do jogo pode ter sido um mau negócio para a Square Enix.
Rise of the Tomb Raider já está disponível para Xbox One e Xbox 360. O PC receberá a sua versão do game em 28 de janeiro, enquanto o PlayStation 4 segue sem confirmação de data (porém, isso acontecerá em algum momento deste ano).