Video da Semana

Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4 Review



Naruto, mangá e anime criado por Masashi Kishimoto, está presente na cultura dos videogames há um bom tempo. Depois de passar por consoles como GameCube e PlayStation 2, a franquia conseguiu oferecer um dos melhores sistemas de combate no gênero de jogos de luta. Com a série Ultimate Ninja Storm, que foi iniciada na geração do PS3/X360, os jogadores tiveram a chance de jogar, pela primeira vez, em arenas 3D. Desde então, a desenvolvedora CyberConnect2 passou a lançar games da saga de Kishimoto quase que anualmente na tentativa de acompanhar os eventos das obras nas outras mídias. Em 2016, o último capítulo da série Storm estreia nos consoles da nova geração com Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4 e acompanha o arco de encerramento do mangá, pouco depois do início da Quarta Guerra Mundial Ninja.


Com a maior lista de personagens jogáveis da franquia, Storm 4 tem muito conteúdo para agradar aos fãs do anime e mangá. É possível controlar não só Naruto, Sasuke, Sakura, Obito e Madara em suas versões mais recentes, como também jogar com todos os Kages, Jinchuurikis e personagens da primeira geração da série. Vale observar que, para desbloquear alguns ninjas e arenas, o jogador precisa concluir os eventos do Modo História -- outros serão adicionados por meio de conteúdo pago na Season Pass do game.

A chegada de novos jogáveis também traz combos, golpes e especiais inéditos, que, como de praxe, são um deleite para os olhos. Além disso, é a primeira vez que a série recebe dublagem em português, com os dubladores do anime. Mesmo que você não goste da voz nacional Naruto, a localização do game no Brasil não desaponta.
O poder dos gráficos de Ultimate Ninja Storm 4 já é exibido logo na abertura do game, que reúne cenas das principais batalhas do Modo História. Em todos seus jogos, a CyberConnect2 fez um bom trabalho em manter a fidelidade com as ilustrações e animações de Naruto. Dessa vez não é diferente, mas, com ajuda do PS4 e Xbox One, os efeitos e detalhes gráficos deixam o visual do game muito mais bonito e próximo do que vimos no anime. As batalhas mais poderosas como, por exemplo, entre Madara e Hashirama ou Naruto no modo Kurama e Sasuke em seu Susanoo, são um espetáculo visual -- algo que, por sinal, o Modo História soube aproveitar bem.

O sistema de troca de líderes, principal novidade do jogo, traz uma mudança significativa para um gameplay que muitos estavam acostumados. Agora, durante uma partida, é possível alternar entres os personagens de uma equipe formada por três membros -- as habilidades de suporte, entretanto, permanecem intactas. Essa mecânica pode parecer inútil nos primeiros minutos, já que o jogador não é obrigado a jogar com os três ninjas selecionados, mas leva Storm 4 para um lado mais competitivo e dinâmico. A barra de saúde é a mesma para os três personagens e só é preenchida 100% novamente quando o jogador perde uma partida (são três rounds no total), algo que lembra o estilo de Marvel vs. Capcom 3.

Em comparação com Revolution, último game da série lançado em 2014, Storm 4 traz outras novidades que também mudam o modo de combate para melhor. Os estilos inseridos no jogo anterior (Despertar, Impulso e Jutsu Supremo) foram unificados, oferecendo muito mais equilíbrio e emoção para as batalhas. Somando todas estas mudanças, o novo sistema de combate da série parece fluir melhor do que nos outros jogos, além de trazer a possibilidade do jogador trabalhar em diferentes tipos de jutsus em uma única partida por conta do sistema de troca de líderes. O balanceamento entre os personagens é bem equilibrado, fazendo com que seja possível, por exemplo, Neji vencer uma batalha contra o Madara no modo Seis Caminhos. Tudo depende da habilidade do jogador em coordenar os golpes e combos.



Além das partidas locais, o jogo acompanha uma modalidade que reúne os eventos mais recentes do mangá na forma de cutscenes e partidas em que o jogador luta contra uma inteligência artificial (IA). Você vai precisar de cinco a sete horas para conseguir terminar o Modo História de Storm 4 -- algo que é consideravelmente pouco para uma experiência single-player. A modalidade acaba sendo indispensável para os fãs que desejam reviver e participar de batalhas épicas de Naruto Shippuden. É empolgante ver o retorno de lutas que envolvem ondas de inimigos, bem como ações interativas que lembram uma jogabilidade hack and slash -- alguns dos melhores momentos envolvem as batalhas entre Kurama e Juubi e Obito contra ninjas da Névoa. No entanto, o modo pode decepcionar os veteranos: a IA e os quick time events não são nada desafiadores. Nesse caso, a opção de alterar a dificuldade das partidas seria uma boa pedida, mas o game peca em não oferecer essa possibilidade e acaba tirando pontos de seu Modo História.
Outro modo comum da franquia é o Aventura, que oferece missões single-player ambientadas no mundo de Naruto. Mais uma vez, essa modalidade traz uma experiência totalmente esquecível e desinteressante, principalmente quando comparada com os jogos da série lançados para PlayStation 2 -- que, por sua vez, ofereciam uma excelente campanha em um mundo aberto. Já o modo online de Ultimate Ninja Storm 4 traz boas modalidades para aqueles que desejam competir com jogadores do mundo inteiro, mas que podem ser atrapalhadas por problemas de conexão. Durante minha experiência no multiplayer online, não tive dificuldades em encontrar ou criar sessões. Por outro lado, em uma quantidade considerável de vezes, lags afetaram a partida -- algo que provavelmente está relacionado com a qualidade de conexão dos meus adversários.

Quem deve jogar este game?

Jogadores qu sabem apreciar um bom game de luta e investir tempo para dominar suas mecânicas vão se interessar em Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4. Há modos de sobra para enfrentar adversários em partidas locais e online, um ponto positivo para aqueles que gostam de organizar corujões em casa ou desafiar usuários do mundo inteiro. E se você é o tipo de fã que faz questão de controlar quase todos os personagens da franquia de Masashi Kishimoto, não vai querer dispensar a lista de ninjas jogáveis deste game.

O Veredicto

Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 4 é, sem dúvida, um dos melhores jogos de luta que foram lançados nos últimos meses. Por inovar seu gameplay e não fugir completamente de seu passado, o jogo consegue trazer mais competitividade para as partidas com um arriscado sistema de troca de líderes. Seu visual de estreia nos consoles da nova geração não decepciona, bem como a longa lista de personagens jogáveis. Entretanto, mais uma vez -- e talvez pela última vez, já que este game encerra a série Storm --, a CyberConnect2 dá um passo para trás ao oferecer uma experiência single-player fraca. O Modo História pode ser nostálgico e emocionante para os fãs do mangá e anime, mas o Aventura não oferece nada digno de atenção. Termino Ultimate Ninja Storm 4 sabendo que este é o game de luta que quero jogar com os meus amigos, mas que é o jogo que jamais vai me levar para as campanhas que tanto adorava no meu PlayStation 2.

Fonte: IGN Brasil