Video da Semana

Capcom admite ter subestimado modo solo de Street Fighter 5 e fará ajustes



Lançado sob críticas e elogios (como qualquer produto, na verdade), Street Fighter 5 dividiu opiniões. A ausência de recursos no modo single player e a falta de coisas mais substanciais no multiplayer fizeram muitos fãs torcerem o nariz. Ciente dos problemas, Yoshinori Ono, produtor do game e principal porta-voz da Capcom para a franquia de luta, admite ter subestimado a popularidade da modalidade solo – que nunca deixou de estar em alta, na verdade – e garantiu que a equipe “escuta os apelos dos fãs e trabalha em mais conteúdos”.

“Acho que é seguro dizer que nós subestimamos a popularidade de alguns dos recursos do [modo] single player. Dito isso, estamos empolgados com os dois novos modos solo – história dos personagens e sobrevivência – e temos planos de continuar a refinar e expandir essas experiências”, assegurou o carismático artista em entrevista ao Game Informer (via GameSpot).

Street Fighter 5 é uma plataforma em evolução que vai ficar refinada com o tempo

Ono acrescentou que Street Fighter 5 pode ter um enorme ciclo de vida, maior até que o de seu antecessor direto, com quase oito anos de existência. “Street Fighter 5 é uma plataforma em evolução que vai continuar a ficar mais refinada ao longo do tempo. Para nós, isso é uma maratona, e não uma corrida, e abstraímos todas as palavras de apoio enquanto embarcamos juntos nessa viagem”, contou.

Street Fighter 5 é um dos maiores projetos da Capcom como plataforma atualizável
Multiplayer também será melhorado

O produtor deu rápidos pitacos sobre as melhorias planejadas para o multiplayer, apesar de a entrevista ter focado no single player. “Estamos nos esforçando para suavizar os problemas nos servidores e punir os ‘rage-quitters’ [jogadores que abandonam a partida quando perdem], coisas que estão afetando a experiência online. Quando conseguirmos implementar todos os ajustes que temos em mente, estarei convicto de que os fãs vão curtir essa experiência muito mais”, concluiu.

Fonte(s)
Game Informer (via GameSpot)
Tecmundo Games